(vídeoclipe da canção-presente de Marcelo Quintanilha, interpretada ao lado de Dan Vasco, cm direção de Fred Soares e a participação de dezenas de pessoas LGBTQIAP+)

com minha yakekerê Onisajé aprendi sobre implicação. "se você sabe o que quer fazer, se está implicado, tudo acontece, o brilho é inevitável" - mais ou menos assim ela me falou enquanto conversávamos sobre a vida e minhas composições. me interessa tocar as pessoas, refrescar seus juízos e embalar seus corpos em movimentos de afirmação de si. nós podemos, existimos e somos amor! meu mergulho na música tem muito a ver com o reconhecimento daquilo que me move: a construção de imaginários de legitimação da vida e dos afetos.

 

quando era pequeno (numa época em que não se falava de bullying), por ser uma criança viada era bombardeado por apelidos medíocres. um deles me assombrava: cara da AIDS. eu não tinha ideia do que aquilo queria dizer, nem sabia o que era sexo, mas certamente não era algo bom. cresci com isso cravado no juízo tal qual uma predestinação. essa narrativa se repete entre muitos amigos, num eco desmedido do preconceito que nos apavora diante do diagnóstico. o positivo adquiriu ares de negatividade. é urgente discutir sobre, partilhar os conhecimentos acerca da temática. 

no cruzo pandêmico, em 2021, a epidemia do HIV completou 04 décadas. ou melhor, há 40 anos, o The New York Times publicou uma matéria sobre o suposto "câncer raro visto em 41 homossexuais, escancarando as portas para a criação de um sem fim de estigmas que até hoje atravessam nossos corpos, vivendo / convivendo ou não com o vírus.

 

no pico dessas reflexões, decidi expor a soropositividade em meu álbum EU SOU AMOR. POSITIVO é uma declaracanção presente que recebi de Marcelo Quintanilha e que tenho o encanto de interpretá-la ao lado de Dan Vasco. homoafetividade, HIV, amor, vida - ela nos convoca a celebrar o positivo que existe em nós. é construção afetiva, política, social. para traduzí-la em imagem, convocamos pessoas LGBTQIAP+, posit(hiv)as ou não, a nos enviarem vídeos afirmando suas vidas e afetos. o resultado é esta obra-manifesto que aqui partilho!

apoio financeiro

marcas PB_Cultura na Palma da Mão.png